sexta-feira, 28 de novembro de 2014

Clichés

Quando ouço/leio aquela frase "pedras no caminho? guardo-as todas, um dia vou construir um castelo" só penso que prefiro a versão "pedras no caminho? guardo-as todas, um dia vou atirar-te com elas à tromba!"

quinta-feira, 27 de novembro de 2014

Dos loucos...

De todos os loucos do mundo eu quis você. Porquê?
Porque eu estava cansada de ser louca assim sozinha.

De todos os loucos do mundo eu quis você. Porquê?
Porque a sua loucura parece um pouco a minha.



quarta-feira, 26 de novembro de 2014

Era dar-lhe com um gato morto nas trombas até ele miar...

Sabem aquela sensação desconfortável de constrangimento que se tem quando vemos alguém fazer e/ou dizer algo embaraçoso?

Quando o(a) outro(a) é que está a ser palerma e nós é que ficamos envergonhados?

Pois... Foi assim que me senti hoje ao ouvir Mário Soares falar...

segunda-feira, 24 de novembro de 2014

Enquanto se esperam as medidas de coação a J. Sócrates...

Tu sabes que atingiste um nível superior na cozinha quando acrescentas bagas de goji e sementes de girassol ao teu tagliatelle de espinafre e camarão.

domingo, 23 de novembro de 2014

Bitaites sobre José Sócrates

Este fim-de-semana podemos apreciar uma panóplia invejável de reportagens sobre o homem.

Desde as cheias de interesse, às "assim-assim" mas que ainda têm alguma importância, às fraquinhas e por último às ridículas, podemos assistir a tudo nas televisões e jornais portugueses.

Posto isto e dando maior relevo às últimas, surgiram-me ideias sobre novas reportagens:

1) José Sócrates disseminou a Legionella só para afastar as atenções sobre si?

2) Entrevista às hospedeiras da Air France para saber se J.S. já demonstrava nervosismo durante o voo.

3) Uma emissão especial sobre a opinião do primo do avô do vizinho da tia de um conhecido que um dia tenha tomado café no mesmo estabelecimento que J.S.

4) Um artigo que relacione J.S. com a eventual saída de Nani do SCP no final do ano...

5) Uma fulana na Casa dos Segredos está grávida. J.S. poderá ser o pai da criança?

6) Será que antes de ser detido J.S. pagou a taxa de turismo da cidade de Lisboa?

E, pronto poderia continuar a aparvalhar a tarde toda. mas tenho mais que fazer e não há nenhum director dos Média que me pague por isso...

quinta-feira, 20 de novembro de 2014

Song of the day

Mais do que a música do dia, é a música do mês...



November Rain - Guns N'Roses

quarta-feira, 19 de novembro de 2014

Dúvida existencial

Constatei que nunca me tentaram vender droga... 
Haverá algo de errado comigo? 
Vou falar com o meu médico a ver se me prescreve qualquer coisinha...

terça-feira, 18 de novembro de 2014

Facebook

Eu gosto muito do facebook, a sério que gosto, mas irritam-me aqueles que fazem da sua página uma catarse do seu dia-a-dia.

Temos os românticos:
"Meu xuxuzinho amo-te daqui até à lua", "Amor és a minha vida" e blá blá blá...

Os que acham que estão no tanque público a lavar roupa:
"Perdoa as merdas que fiz -me, não te quero perder", "Vou gritar aos céus o quanto te amo" (mas quem é que no seu juízo perfeito diz isto?) e blá blá blá...

Ainda os tipo "meu querido diário":
"Hoje levantei-me, fui ao wc, comi flocos com leite e vi o programa da Júlia", "Devia estar num concerto a aproveitar o momento mas estou a tirar fotos e a postar no facebook só para meter nojo para toda a gente ver"

E agora ainda inventaram os "estados":
"Maria Joaquina a sentir-me agradecida por o céu estar estrelado ", "Zé Manel a sentir-se fantástico porque o SLB ganhou em casa".

A quem é que isto interessa?
Resolvam lá a vossa vidinha em privado que a hora a que tomam banho não importa a ninguém (quer dizer, a vossa mãe deve querer saber para ter a certeza que o(a) filho(a) anda asseadinho(a)...)

Mas a sério que eu adoro o facebook, de paixão mesmo.



P.S.: Infortunadamente, todas as frases transcritas apareceram mesmo no meu feed de notícias, exceptuando a que envolve a Júlia Pinheiro...

domingo, 16 de novembro de 2014

Oh diabo...

Estou tão lamechas que nem sei como é que ainda não desatei a abraçar pessoas por aí...





terça-feira, 11 de novembro de 2014

Da Amizade...

Tu não te espantas,
Tu não te inquietas,
Tu não te admiras, nem tão pouco te chocas...

Tu adivinhas sem saber,
Tu vês para além do óbvio,
Tu conheces cada molécula deste ser...

Tu fazes-me uma falta imensa,
Tu despertas em mim todo um leque de sentimentos,
Tu privaste-me do convívio intelectual mais do que o físico...

Se um dia formar uma quadrilha serás minha cúmplice.
Se um dia matar alguém peço-te ajuda para esconder o corpo.
Se um dia me casar quero-te no altar ao meu lado.
Se um dia também eu for viver para outro continente imploro-te que não me esqueças.

E não, não tenho uma forma mais poética de dizer o quanto me és importante.

Tenho poucas saudades tuas, tenho...


segunda-feira, 10 de novembro de 2014

Em Portugal descobriu-se a cura do Ébola!
Chama-se Legionella...

sábado, 8 de novembro de 2014

quarta-feira, 5 de novembro de 2014

Consulta Popular na Catalunha

A Catalunha não é a Escócia e por isso só tem a perder com uma possível independência.

Como novo Estado sairia da UE e teria que adoptar uma nova moeda que não o euro. 

Esta saída da UE associada à perda de protecção da NATO e ONU deixariam a Catalunha em maus lençóis, afinal começar um armamento nuclear do zero além de ser uma tarefa difícil é extremamente dispendioso.. Já para não dizer que ficar sem parceiros militares quando a Rússia anda esquizofrénica deixa qualquer um em pânico...

A saída seria devastadora para as relações económicas com outros países, Madrid iria dificultar ao máximo qualquer sistema de importação/exportação e muitas das empresas sediadas em Barcelona e arredores teriam que reformular a sua política de investimentos na região. Isto para não dizer que o principal parceiro económico da Catalunha são as restantes comunidades autónomas espanholas...
De que adianta ser uma das regiões mais ricas de Espanha se as transacções estiverem comprometidas?

Por outro lado, qualquer nova moeda tem uma desvalorização à partida de 70% tornando a região um fraco parceiro comercial e só esta incerteza quanto à moeda devia assombrar os sonhos dos catalães.

Como, perversamente, há muita migração dentro de Espanha, os eleitores de hoje são descendentes de andaluzes, bascos, madrilenos e afins... As relações sociais pós-independência seriam mais cortantes e constrangedoras do que troca de galhardetes entre Obama e John Boehner...

Para finalizar, a Letízia é uma amadora ao lado de Kate... Já devia estar fartinha de saber que não há nada que amoleça mais o coração de um eleitorado descontente do que um bebé real!

Pfffffff os espanhóis ainda têm muito que aprender com os ingleses... 
Ooopsssss os catalães ainda têm muito que aprender com os escoceses.