quarta-feira, 31 de outubro de 2012

A Felicidade às vezes assusta-me, nunca sei muito bem o que fazer com ela...
Mas também sempre me disseram que aprendo rápido ;)

sexta-feira, 26 de outubro de 2012

Dilemas com estrogénio – O Casamento

Eu nunca me quis casar.

Quando éramos pequenos e brincávamos aos casamentos ficava sempre com o papel de noivo ou padre porque a personagem da noiva jamais me fascinou…

Assim sendo, nunca tive um modelo de vestido de noiva preferido, ou qualquer outra coisa que pudesse eleger relacionada com o matrimónio porque era algo que não me podia perturbar o estado de espírito.

 
Tal acontecia porque foi-me sempre difícil assimilar o conceito de casamento, a necessidade de assinar um papel como prova que aquela união é, de facto, verdadeira.

Aliás, muito boa gente me ouviu dizer que se o casamento fosse algo sério não eram necessárias duas testemunhas.
 

Contudo, depois de tantos anos empenhada a esgrimir todos e mais alguns argumentos contra o que dizia ser uma mera prática institucional da civilização, mudei de ideias.


Não, não desisti de debater o tema. Não, não houve nada em especial que me fizesse mudar de ideias. Nem sequer posso dizer que é um recuo, uma vez que na verdade trata-se de uma reviravolta na essência da questão.


Portanto, hoje-em-dia (amanhã já poderá não ser bem assim), enquanto mulher moderna e emancipada que sou, quero assinar um papel (seja no Registo Civil, na Igreja, numa “capela” em Las Vegas, ou noutra instituição qualquer) a dizer que quero partilhar uma cama, um tecto, uma conta bancária, a educação de uns pirralhos e outras coisas afins com um moço bem interessante e deslumbrante, até que a morte nos separe.

"timing is everything..." 

quarta-feira, 24 de outubro de 2012

Juliette et LeMerle

 
 
 
 
 
E visto da minha janela quase parecia um convite para dançar.

sexta-feira, 19 de outubro de 2012

Amanda Todd


Ao ler a notícia sobre Amanda Todd, a adolescente que se tinha suicidado por ter sido vítima de bullying, fiquei triste e decepcionada, como é óbvio, por os garotos (e não só) conseguirem ser tão cruéis. No entanto, nunca pensei que esta história me pudesse arrasar tanto.

Quando terminou o filme de 8 minutos e 16 segundos, que ela própria colocou no Youtube, no qual não diz uma única palavra, fiquei completamente exasperada.

Aquela miúda teve que preparar dezenas de papéis para expor, ainda mais, tudo o que tinha passado.

Aquela miúda estava a tentar pedir ajudar, para terminar o pesadelo em que vivia, da mesma forma como tinha começado, na internet.

Aquela miúda não conseguiu e suicidou-se.


Eu não tenho filhos.
Eu quero ter filhos.
Eu irei fazer tudo o que puder para que eles não sofram, nem façam sofrer os outros meninos. Infelizmente, a vida encarregar-se-á de o fazer de quando em vez.






quarta-feira, 17 de outubro de 2012

A República não é para todos...


D - O Primeiro-Ministro não assistiu às comemorações do 5 de Outubro porque esteve na cimeira "5+5" e ia aproveitar para falar com o Presidente do Governo Espanhol sobre a situação que se está a viver na União Europeia.

Z - O quê, também já não é feriado o dia 5 de Outubro em Espanha?

D - Não, nunca foi... Afinal comemora-se a Implantação da República...

Z - Pois, como estamos aqui uns ao lado dos outros, podiam ter aproveitado e implantado República na mesma altura!

D - ... hummmmm ....

(O Rei Juan Carlos e a Rainha Sofia iam adorar esta conversa....)
Com as primeiras chuvas os poléns, os esporos e os pós que andam no ar desaparecem...
Os distribuidores de folhetos de publicidade nos carros também! =)

domingo, 14 de outubro de 2012

O que tu queres sei eu, só não sabes é como hás-de pedir...


quinta-feira, 11 de outubro de 2012

Fazia hoje quatro anos que ela tinha voltado para trás e tinha cometido o primeiro de muitos erros.
Já que a sua infame memória lhe tinha lembrado a data indagava-se sobre quanto lhe teria custado aquele feitiço azado?
Mas valeria a pena pensar nisso? Afinal ela era a venturosa estrela, jamais a aziaga.

terça-feira, 9 de outubro de 2012

Os Impostos e o Amor VII

Uma boa maneira do casal poupar uns tostões é tomarem banho juntos. Poupam na fonte de energia que aquece a água do banho, nessa mesma água e ainda são amigos do ambiente.

É também muito prático porque se consegue lavar aquela zona das costas a que só se chega com alguma elasticidade que se vai perdendo com a idade.


Quantas TSU valerá um banho destes? ;)

domingo, 7 de outubro de 2012

Vítor Gaspar vs Conselho de Ministros; 
Primeiro Ministro Inglês vs Países da Zona Euro;
Porto vs Sporting; Barcelona vs Real Madrid;
Hugo Chávez vs Henrique Caprilles Radonski...

Mas será que hoje é o dia em que tudo acontece?

Já para não falar das audiências do "Toca a Mexer" vs "Casa dos Segredos 3" uahahahahahah!

sábado, 6 de outubro de 2012

"...quando um homem começa por tocar-nos com palavras, pode chegar muito longe com as mãos."


O Carteiro de Pablo Neruda

sexta-feira, 5 de outubro de 2012

"Las leyes son como las mujeres, están para violarlas": Frase desastrosamente proferida por José Manuel Castelao, Presidente do Conselho Geral da Cidadania Espanhola no Exterior, um órgão consultivo do Ministério do Trabalho.

Já se desculpou. Nenhuma mulher (nem a dele) lhe aceita as desculpas!

Alguém que faça o favor de demitir este senhor e, já agora, esbofeteá-lo também não seria má ideia...

http://sociedad.elpais.com/sociedad/2012/10/05/actualidad/1349454276_520810.html

Dilemas com Estrogénio – Cabelos Brancos

Os meus amigos homens têm cabelos brancos desde que me lembro (sou uma mulher exagerada) e todos ficaram com um ar mais charmoso, mais sensual até! E fiz questão de o dizer a cada um deles (também sou uma mulher realista). Podemos chamar-lhe efeito George Clooney mas com diferentes graus de aplicabilidade.

Isto nos homens.

Porque nas mulheres é diferente, muito diferente!

A minha mãe teve o seu primeiro e único cabelo branco aos 38 anos e este viveu na solidão quase 10 anos e, mesmo hoje, não tem muitos pares com que se relacionar.
Isto levou-me equivocadamente a pensar: “Obrigada GENÉTICA!”
 
Pois muito bem aos 27 anos deparo-me com, ainda contabilizáveis pelos dedos de uma mão, cabelos deficitários na produção de melanina.
Na ocasião do sucedido, fiquei a olhar para o espelho como se tivesse um ser alienígena na cabeça!

Colérica com a traição da minha enzima tirosinase decidi, impulsivamente, mesmo adorando a minha cor natural, fazer umas madeixas louras médias douradas (era o que estava escrito na bisnaga do produto que a cabeleireira – a minha adorada Carmita – usou).

E agora? Ainda não me arrependi… Quando tal acontecer (pode demorar anos mas acontecerá), o cabelo cresce mais do que 1cm por mês portanto é fácil resolver a situação e aprender a viver com a minha nova condição.

Enfim… Tragédias que só um outro útero poderá entender.
P.S.: É Óbvio que é uma ursa! =D